O óleo mineral vem sendo muito usado como laxante e para fins cosméticos. Porém desperta muita polêmica quanto aos seus males e benefícios. O produto é derivado do petróleo, refinado e purificado, com controle de qualidade realizada por órgãos regulamentadores nacionais e internacionais como a ANVISA e FDA.

Esse artigo é apenas informativo. Não recomendamos o consumo do óleo mineral sem consentimento de um médico.

Indicações

O produto vem sendo usado muito como laxante e  para fins cosméticos, como tratar e prevenir aspereza da pele e hidratar os cabelos.

Como laxante: ao ser ingerido e chegar ao intestino, o óleo mineral atua como uma “barreira lubrificante” na parede do intestino, tendo assim um efeito laxante. É muito utilizado para combater prisão de ventre e esvaziamento do cólon antes de exames. Não é recomendada a utilização por um longo período, pois o óleo mineral, quando é presente constantemente no intestino, pode irritar a mucosa intestinal e causar danos à saúde.

Também existem pessoas que acreditam que o óleo mineral emagrece, mas isso não é um fato comprovado.

 

Contraindicações

Seu uso é contraindicado para idosos, gestantes, mulheres amamentando, crianças menores de 6 anos, e sem orientação médica. Laxantes não podem ser usados por longos períodos, pois podem irritar a mucosa intestinal e causar diversos problemas a saúde.

 

Óleo Mineral e o Câncer

Estudos realizados em ratos apontaram aumento de tumores cancerígenos e surgimento dos mesmos nos animais que foram submetidos ao uso de hidratantes que continham óleo mineral em sua composição, assim como outros produtos que seriam cancerígenos, porém não ficou provado que a incidência de tumores cancerígenos era devido á presença do óleo mineral.

 

Óleo Mineral causa Pneumonia?

É comprovado que o uso do óleo mineral pode causar pneumonia lipídica se inalado, aspirado ou por ingestão oral. Além disso, o óleo pode ainda diminuir os níveis de betacaroteno e a absorção de vitaminas A, K, D e E, cálcio e fosfato. Sua dosagem excessiva no tratamento de prisão de ventre e intestino preso pode causar incontinêncie prurido anal.

Seu uso como hidratante para a pele ressecada deve ser realizado com cautela, pois o produto não possui FPS – Fator de Proteção Solar e se expor ao sol com o produto sobre a pele pode causar queimaduras.

Alternativas ao óleo mineral

Uma boa alternativa ao óleo mineral é a semente de chia, que possui muitos benefícios para a saúde, além de contribuir para um bom funcionamento intestinal. O exercício físico estimula o movimento do intestino e também pode ser um grande aliado no combate a prisão de ventre

Em todo caso é indispensável consultar um médico, somente ele poderá indicar o tratamento e a dosagem ideal para cada paciente.

Onde comprar o óleo mineral?

 

Você pode encontrar o óleo mineral em farmácias, e o preço pode variar entre

R$7,00 até R$40,00, dependendo do tamanho do frasco e da marca do óleo.