Fome emocional - Saiba como combater

Não deixe a fome emocional acabar com sua autoestima. Saiba como identificar e combater a fome emocional.

Saiba como eliminas a fome emocional

Quando as coisas não vão tão bem no trabalho, na vida amorosa, etc., é muito comum nos voltarmos para a comida como forma de esquecermos os nossos problemas e tristezas, já que comer é um ato bastante prazeroso. Mas a fome emocional é prejudicial e pode atrapalhar a sua vida. Vamos ver como lidar com isso?

Qual a diferença entre fome natural e fome emocional?

  • A fome emocional aparece de repente, geralmente associada com algum sentimento de tristeza ou ansiedade, ao contrário da fome natural, que aparece gradualmente.
  • A fome emocional exige a saciedade imediata, ao contrário da fome natural, que pode esperar.
  • A fome emocional é geralmente focada num alimento específico, que promove o alívio e a distração dos sentimentos indesejados, como chocolate, batata frita, etc. Na fome natural, é mais fácil escolher alimentos saudáveis.
  • Na fome emocional, continuamos a comer mesmo quando já estamos satisfeitos, pois quem está no controle são os centros de prazer, e não o processo digestivo.
  • Depois de saciada, a fome emocional muitas vezes provoca ataques de culpa, ao contrário da fome natural, que depois de saciada promove um sentimento de bem-estar.

  

O importante é saber que a fome emocional cessa exclusivamente com alimentos que dão prazer, descartando aquilo que é bom para o corpo e saudável, pois está focada apenas em “calar” os sentimentos negativos. O problema é que o excesso de calorias e a falta de boa nutrição causam sentimentos de culpa, que acabam por reforçar os sentimentos negativos que se desejava suprimir.

E como lidar com a fome emocional?

Primeiro, o mais importante é reconhecer os problemas que nos estão afetando, e lidar com eles. Mas como a fome emocional é também um hábito que precisa ser alterado, aqui vão algumas estratégias para lidar com ela:

  • Identifique os alimentos-recompensa: chocolate, bolo, sorvete… Quando você sentir um desejo quase incontrolável de consumir essas comidas, você já sabe que está lidando com fome emocional.
  • Quando a fome emocional atacar, se distraia: aumente o volume da música e cante junto, dance um pouco, ligue para uma amiga. Faça qualquer coisa que tire da mente o desejo de comer, até que ele passe.
  • Quando estiver fazendo dieta, escolha um dia em que você possa sair um pouquinho da linha. Fazer dieta muito restritiva aumenta a ansiedade, o que provoca um aumento das crises de fome emocional. 
  • Escolha um alimento “guloso” que você possa comer, quando precisar muito, mas que tenha um bom valor nutricional. Assim, mesmo que você ceder à fome emocional, não vai provocar muitos estragos na dieta.

Sem dúvida a fome emocional nossa autoestima. Mas será que vale a pena cair na tentação para depois sentir culpa e arrependimento? Ou será que é melhor resolver os problemas que provocam a fome emocional, mesmo que esse processo seja por vezes doloroso e complicado? Compartilhem conosco as suas dicas e truques para lidar com a fome emocional!