Saiba como escolher melhor os alimentos que você come. Confira!

Aprenda a selecionar melhor os alimentos que você come. Confira:

Saiba quais são os alimentos que intoxicam o seu organismo. Confira!

Não basta uma dieta bem feita, com calorias reduzidas e atividade física regular. Existem alimentos que por si só estão fadados a levar nossa perda de peso ao fracasso. Tudo isso acontece porque muitos alimentos consistem em produtos de origem química, como agrotóxicos, glúten, conservantes, entre outros, que ao entrarem em contato com nosso corpo, são como uma bomba de poluição, interrompendo quase que imediatamente a perda de peso.

 

Nem sempre aquela cenoura bonita do mercado pode ser uma ótima opção, ou aquele morango enorme e vermelho pode não ser o mais saudável para sua saúde, aquele pão integral com poucas calorias pode não ser o mais adequado, ou até mesmo aquele suco de caixinha sem açúcar pode não ser uma boa bebida em dias quentes. Saiba como escolher os alimentos certos e não trocar seis por meia dúzia.

Farináceos

Todo mundo já sabe que a farinha branca está fora de cogitação, e quando o assunto é dieta, é um dos primeiros alimentos a serem cortados do cardápio, e no lugar, substituídos pelos integrais. O que deve se levar em conta, é que nem tudo que diz ser integral de fato é. A maioria dos pães vendidos nos supermercados, em sua formulação contém “Farinha enriquecida com ferro e ácido fólico”, e isso quer dizer farinha branca, um dos males de qualquer dieta, e um alimento altamente tóxico pro nosso organismo. Leia os rótulos para não comprar gato por lebre. Um pão 100% integral deve conter apenas farinha integral como ingrediente.

Glúten

O glúten está presente em quase todos os produtos que são originalmente feito com trigo, cevada e centeio, tais como; bolos, pães, tortas e tudo que se origina destes ingredientes. Em miúdos, o glúten nada mais é do que a proteína do trigo, e é responsável pela elasticidade da massa da farinha, o que permite sua fermentação, assim como a consistência elástica esponjosa dos pães e bolos.

 

O glúten é um alimento inflamatório para nosso organismo, uma vez que deve ser tirado ou diminuído seu consumo em qualquer dieta. Hoje em dia, devido às pessoas celíacas (intolerantes a glúten), muitas marcas já fabricam pães e bolos sem o uso do glúten, basta ficar atento nas embalagens para descobrir quais.

Verduras e frutas gigantes

Eu poderia apostar que alguém já deve ter comprado frutas e legumes enormes por parecerem um ótimo negócio. Mas não é! O caimento das vendas de frutas e verduras tem sido drástico nos últimos tempos, com o clima instável, o excesso das chuvas chega a estragar grande parte das plantações, alguns roedores e insetos, acabam construindo suas casas abaixo da terra, e consumindo grande parte das raízes, o que mata a plantação por completo. Com isso estes produtores acabam perdendo suas vendas e diminuindo seu orçamento.

 

Para que isso seja evitado, os produtores aplicam um agroquímico chamado agrotóxico; que serve diretamente para matar os insetos. O Agrotóxico como propriamente o nome já diz é um tóxico, um veneno para o nosso corpo e para o planeta. Em alguns casos, os alimentos são duplicados de tamanho, e ao serem pesados na balança do supermercado ou da feira, pagamos mais por menos qualidade. O ideal é que façamos o uso das frutas e verduras orgânicas, livres de agrotóxicos e outros químicos, e naturais para nosso organismo.

Sódio

A dose diária recomendada de sal é de 6g por dia, a média de consumo dos brasileiros é de pelo menos 12g, o dobro do recomendado. O sal serve unicamente para dar sabor aos nossos alimentos, e é um vício que deve ser tirado. O sal não só é um vilão para quem quer emagrecer, mas para qualquer pessoa que deseja ser saudável, seu consumo em excesso aumenta a pressão cardíaca e em longo prazo pode ocasionar enfarte.  Na dieta, ele é o culpado pelo inchaço e pela celulite; o vilão das mulheres, em períodos de menstruação, o sal deve ser cortado pela metade, para evitar ainda mais inchaço do que o normal nesta época.

Açúcar

Como dizia minha bisavô; Açúcar bom é do caninha. E ela tinha razão. No processo de transformação da Cana em açúcar, os nutrientes essenciais e importantes são perdidos, e então é surgido o açúcar refinado, aquele comum de mesa, que é usado diariamente pela maioria dos Brasileiros e em excesso. Quando consumimos alimentos com açúcar, nosso corpo absorve rapidamente elevando o nosso nível de glicose e o acúmulo de gordura nas células. O Ideal é consumir o açúcar mascavo ou até o mel, que além de saboroso é um ótimo antiinflamatório de origem natural.

O mais importante na hora de se alimentar bem e saudável, é fazer escolhas inteligentes, ler os rótulos dos alimentos, e entender suas funcionalidades. Só assim passaremos a consumir alimentos mais limpos para o nosso organismo e emagrecer de forma saudável, sem se enganar.