Dieta Cetogênica - Dieta para quem quer perder peso de maneiro rápida e eficiênte.

Opção para quem quer secar a barriga, o cardápio da dieta cetogênica inclui apenas proteínas, gorduras e fibras. Confira:

Dieta Cetogênica - Perca peso de maneira rápida e eficiente.

A dieta cetogênica se baseia em uma alimentação rica em gorduras, com consumo moderado de proteínas e pouco carboidrato. É uma alternativa utilizada por pacientes portadores de epilepsia, pois quando o corpo entra em cetose, passa a utilizar os componentes cetônicos como fonte de energia, e esse processo garante uma estabilidade cerebral que diminui crises epilépticas.

 

Para perder peso, a dieta cetogênica é rápida e eficiente. A alimentação com poucos carboidratos diminui a glicose no sangue, por conta disso o organismo se vê obrigado a queimar gordura para conseguir energia, o que proporciona um rápido emagrecimento. A gordura na célula também diminui, mas as cetonas liberadas podem causar tontura, cansaço, desidratação e náuseas. Além disso, a dieta pode aumentar o colesterol.

Como funciona?

A cetose é um processo que acontece diariamente no corpo humano, independente da quantidade de carboidratos ingeridos. Comer uma dieta pouco calórica e rica em gordura impulsiona esse processo. A proposta da dieta cetogênia é justamente essa: eliminar os carboidratos, fazendo com que o corpo entre em cetose e passe a queimar gordura ao invés de açúcar para produzir energia.

Quanto comer?

Para adotar essa dieta seca gordura, é indicado consumir 10 calorias e 1 grama de proteína por libra (453 gramas) de peso corporal. Ou seja, um homem de 150 libras (aproximadamente 70 quilos), deve consumir por dia 1.500 calorias e cerca de 150 gramas de proteína.

 

E como descobrir seu peso em libras para fazer o cáculo? Basta dividir o peso por 0,453!

Fases da dieta

Nutricionistas recomendam que a dieta cetogênica não dure mais do que 15 dias, e explicam que o processo é dividido em três fases:

 

Primeira fase: começa a partir de 48h de dieta, e é a mais complicada, pois o corpo sentirá falta dos carboidratos e a vontade de comer alimentos proibidos será grande. Nesse momento também é provável que sistomas como tontura e fraqueza comecem a se manifestar.

 

Segunda fase: conhecida como cetogênese, é quando o corpo começará a queimar calorias para produzir energia.

 

Terceira fase: parte final da dieta, nesse momento são liberadas algumas frutas com no máximo 10% de carboidratos.

O que pode comer?

  • Margarina ou manteiga;
  • Refrigerante e gelativa diet;
  • Carnes em geral (presunto, bacon, linguiça, peixe, frango, porco, gado e frutos do mar);
  • Queijos e derivados;
  • 2 colheres de sopa de linhaça por dia;
  • Café ou chá mate;
  • Ovos;
  • Frutas e sucos com menos de 10% de carboidratos, a partir da terceira fase.

 

Algumas verduras e legumes: repolho, tomate, alface, couve-flor, couve, pimenta, cebola, abobrinha, quiabo, nabo, rabanete, salsa, acelga, jiló, salsão, chicória, escarola, palmito, berinjela, azeitona, pimentão, brócolis e pepino.

O que não pode comer

  • Cereais (arroz, trigo, milho, farinhas diversas)
  • Legumes;
  • Frutas com mais de 10% de carboidratos;
  • Tubérculos;
  • Açúcares;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Leite; 
  • Feijão;
  • Mel;
  • Macarrão;
  • Salsicha.

Exercício físico

Mas para quem segue a dieta cetogênica, pode ser difícil fazer exercícios físicos regularmente, principalmente aqueles exercícios que exigem mais do corpo. O consumo restrito de carboidratos, que é a principal fonte de energia do corpo, diminui a resistência física e pode causar fraqueza e até desmaios.

 

Uma alternativa é fazer a dieta seca barriga em ciclos, com alguns momentos de ingestão de carboidratos para aumentar os estoques de glicogênio. A ideia é manter um processo em que cinco dias se come proteínas, gorduras e fibras, seguido de dois dias de ingestão de carboidratos. Assim o corpo consegue armazenar a energia necessária para praticar exercícios todos os dias. 

 

No entanto, é preciso atentar-se para o consumo de bons carboidratos durante os dias liberados, como farinhas integrais e frutas. Não adianta incluir no cardápio sorvetes, doces, pães, salgadinhos, pois estes são os inimigos número 1 de quem quer emagrecer.

E isso tudo, é saudável?

A discussão sobre os benefícios e malefícios da dieta cetogênica é longa. Por conta da liberação de cetonas, o corpo pode sentir tonturas, náuseas, desidratação e cansaço. Além disso, a alta ingestão de gorduras contribui para o aumento do colesterol. No entanto, a eliminação dos carboidratos refinados (aqueles vilões do emagrecimento citados acima) diminuem o acúmulo de gordura no corpo e contribuem para uma alimentação mais saudável.

 

A grande questão é: pode-se generalizar para todos os carboidratos, como os encontrados nas frutas?

 

Por conta dessas questões, a dieta seca barriga deve ser feita por curtos períodos de tempo, preferencialmente acompanhada por um nutricionista. Pessoas com mais de 65 anos não devem seguir a dieta, assim como quem sofre de insuficiência hepática ou renal, de doenças cardiovasculares ou quem faz tratamento com cortisona.

 

A dica para quem optar por essa dieta é lembrar sempre de consumir proteínas e gorduras de boa qualidade, como carnes, óleo de coco, azeite, além de rechear os pratos de verduras e legumes permitidos, senão podem aparecer problemas digestivos.