Dieta vegetariana

Dieta vegetariana – Aprenda a fazer as substituições corretas para não prejudicar a saúde. Confira: 

Dieta Vegetariana

Estamos sempre na busca pela dieta perfeita, que nos faça perder aqueles quilos à mais em uma semana e nos dê o corpo que sonhamos. E tudo bem se usarmos essas dietas em emergências, mas na maioria das vezes a saúde fica em segundo plano e não nos preocupamos muito com o que o corpo precisa, o privamos dos nutrientes que necessita e acabamos até por desequilibrar o nosso próprio organismo.

Se no fim de uma dieta dessas, a nossa alimentação normal for uma alimentação saudável e equilibrada, será mais fácil de manter o corpo que conquistamos e ainda por cima nos manter com muita saúde e energia. A dieta vegana investe nisso, pois seu principal parâmetro é a saúde.

No começo a dieta vegana/vegetariana não é fácil, pois pensamos em cortar tudo de uma vez, e isso vai fazer com que seu corpo tenha uma queda dos nutrientes com que estava acostumado e pode ficar muito fraco. Quando começar essa dieta lembre-se de três coisas:

1. Cortar os alimentos de origem animal aos poucos

Não há pressa nesse ponto, vá cortando desde os mais gordurosos, as carnes mais pesadas, os queijos mais fortes, até que tenham sobrado apenas as coisas mais leves. Já vai perceber que seu corpo ficará mais leve, as carnes vermelhas são as mais difíceis de digerir e contém muita gordura, e os queijos fortes têm muito sódio além da gordura, o que te faz reter líquidos e dar aquela aparência “inchada”.

2. Faça as substituições corretas

No início você pode se sentir um pouco fraca, dependendo da quantidade de carne com que estava acostumada a comer, e isso se dá principalmente a queda de ferro no sangue. Os legumes verde-escuros (espinafre, couve, brócolis, etc) são os que mais contém ferro, e substituem tranquilamente a sua necessidade.

Veja abaixo na pirâmide alimentar vegetariana (para veganos basta ignorar o topo):

Confira a pirâmide alimentar para fazer as substituições corretas na hora de começar uma dieta vegana/vegetariana!

Perceba que a base da alimentação são os vegetais, ao contrário da pirâmide comum que se baseia nos carboidratos (e nós sabemos que se não os queimamos, eles viram gordurinha!). E isso é outra substituição importante: Os carboidratos brancos!

3. Substitua o branco por integral.

Arroz branco, farinha branca, pão branco, arroz branco, etc. Todos esses alimentos são muito refinados e não oferecem dificuldade na digestão, não tem fibras, são muito calóricos e se quebram em glicose no organismo. Se você não fizer exercícios pesados para queimá-los eles vão virar gordura acumulada.

Já os alimentos integrais, por ainda conterem uma camada de casca, fazem com que seu corpo se esforce mais para digeri-los e assim você já vai queimando calorias na própria digestão. Além de que são muito mais saudáveis e leves.

Para construir sua rotina você pode ir a um nutricionista e pedir por uma dieta vegana, que no inicio é o ideal. Mas com o tempo você mesmo vai se percebendo e se adaptando. Deixarei aqui uma sugestão de alimentação para você se basear:

Café da manhã:

 

  • Um copo de suco e/ou uma xícara de chá (chá verde e chá de hibiscos, contém cafeína e aceleram o metabolismo).
  • Frutas com granola, aveia ou qualquer outro cereal (procure os sem açúcar).
  • Uma fatia de pão integral com geleia.
  • Uma pequena variedade de oleaginosas (não devem ser consumidas em grandes quantidades e dê preferência, não todos os dias).

 

Obs.: Se entre o café da manhã e o almoço demorarem muitas horas coma uma fruta ou tome um copo de suco, mas não passe muitas horas sem ingerir nada, lembre-se de comer com regularidade, a cada três ou quatro horas.

Almoço:

  • Arroz, quinoa, ou algum cereal integral.
  • Alguma leguminosa (feijão, tofu, grão de bico, lentilha, etc.).
  • Uma variedade de legumes crus.
  • Uma variedade de legumes cozidos.
  • Invista em um prato muito colorido, lembre-se que cada cor é um nutriente diferente, um prato colorido é rico em diversidade.

 

Obs.: Tome um copo de suco uma meia hora antes do almoço, isso ajudará na digestão. Beber líquidos enquanto come ou logo após de comer resulta em inchaço.

Lanche:

  • Uma ou duas frutas ou uma barrinha de cereal (a marca orgânica é a melhor).

Jantar:

  • Uma ou duas tigelas de sopa.
  • Pão integral com azeite, ou algum patê de sua preferência.
  • Ou um prato bem servido de salada e legumes.

 

Obs.: Coma alimentos leves antes de dormir.

Ceia:

  • Uma xícara de chá de camomila.
  • Uma fruta (mamão a noite é o ideal).
  • Ou algumas amêndoas.

 

Não se preocupe se não conseguir seguir a dieta a risco nos primeiros dias, o corpo tem um tempo de adaptação. Fique firme, lembre-se de beber muita água (o ideal são dois litros por dia). E se possível, reserve um tempo para atividades físicas, além de emagrecer e acelerar o seu metabolismo, caminhar faz circular o sangue e te deixa mais disposto(a) pelo resto do dia.

Boa Sorte!