Saiba como consumir o selênio e desfrute dos seus benefícios!

Conheça as propriedades do mineral capaz de prevenir o câncer e promover ganho de massa muscular.

Você conhece os benefícios que o selênio oferece a sua saúde? Confira!

O selênio é um mineral que em grandes quantidades é tóxico, mas em pequenas porções é essencial para o organismo. A substância atua como antioxidante e anticoagulante, além de ser considerada um suplemento nutricional muito atrativo para quem quer emagrecer ganhando massa.

Encontrado no corpo humano em quase todas as células, o elemento converte compostos tóxicos em atóxicos, reduzindo a quantidade de radicais livres. O selênio ainda protege o corpo de metais pesados e melhora a circulação sanguínea. E a grande portadora do mineral é a famosa castanha do pará, com cerca de 3.000 mcg em apenas 100g do alimento.

Benefícios do selênio para a saúde

  • Melhora a resistência do sistema imunológico, diminuindo inflamações;
  • Por ser anticoagulante e proteger o sistema circulatório, reduz os riscos de doenças cardiovasculares;
  • Elimina metais pesados do organismo;
  • Regula a produção de hormônios da tireoide, que funciona melhor e de maneira mais intensa sob efeito do selênio;
  • Previne o câncer, por conta de sua capacidade de manter o ciclo de vida ideal das células;
  • Combate radicais livres com seu poder antioxidante, reduzindo também os sinais de envelhecimento e a probabilidade de doenças neurodegenerativas.

Benefícios do selênio para a dieta

Perda de peso resultante do bom funcionamento da tireoide, que torna o metabolismo mais rápido e acelera também o processo de queima de calorias;

Ganho de massa muscular, graças ao combate aos radicais livres. Ao fim dos treinos, o músculo se recupera mais rápido sob efeito do selênio.

Quanto consumir?

O indicado para que o corpo absorva todas as propriedades do mineral é consumir de 55 a 70 mcg por dia.

Para as crianças, o ideal é consumir cerca de 20 mg até os três anos, 30 mg até os oito e 40g dos oito aos 14, quando a dosagem adulta passa a prevalecer.

No quesito quantidade, é preciso ficar bem atento, pois o selênio em excesso é altamente tóxico, podendo causar fadiga, vômito, congestão vascular e queda de cabelo. Já a deficiência de selênio é potencialmente prejudicial ao pâncreas, aos músculos e às células.

Quais alimentos têm selênio?

As grandes fontes de selênio são os grãos, em conjunto com carnes em geral, especialmente frutos do mar. O ovo, em maior quantidade na gema, também é composto pelo mineral, além do queijo, e da grande estrela: a castanha do pará.

Outros usos

O mineral também é utilizado na composição de shampoos de sulfeto de selênio, bastante eficazes no combate à caspa e à dermatite seborreica do couro cabeludo. Aplicam-se 10ml de uma solução a 2,5%  sobre o couro cabeludo por cerca de 2 minutos, com frequência determinada por um médico. Em casos mais severos, o indicado é deixar a solução no cabelo por dez minutos para agir, e aplicar diariamente por uma semana.