Conheça o antes e depois da Fernanda Coutto, ela conseguiu eliminar 32 kilos com a dieta dukan.

A Fernanda Coutto conseguiu eliminar 32 quilos com a dieta dukan e incentiva outras pessoas à ter uma vida saudável também. Confira:

Fernanda Coutto conseguiu emagrecer 32 kg com a dieta dukan e contou a sua história. Veja:

A Fernanda Coutto, jornalista de 44 anos, começou a dieta Dukan depois de perceber que estava perdendo a infância do seu filho, já que não tinha disposição para nada. Desde agosto do ano passado já eliminou 32 quilos com a ajuda da Dieta Dukan e quer eliminar ainda mais.

Com muita determinação, criou o grupo “Gente feliz com Dukan”, onde compartilha mais do que apenas receitas, compartilha desabafos de pessoas que estão passando pela mesma dificuldade. Conheça um pouco mais da história da Fernanda.

Antes e Depois - Fernanda Coutto - Gente Feliz com Dukan Fernanda CouttoBlog | Instagram | Facebook | Grupo


Bolinhas rosas

 

 

 

bolinhasbolinhas

Idade

 

44 anos

 

Profissão

 

Jornalista

 

Exercício favorito

 

Body Pump

 

Quantos quilos emagreceu com a dieta dukan? 

 

32 kg

 

Qual o seu objetivo e que peso deseja alcançar?

 

Iniciei a Dieta Dukan em 18 de Agosto de 2014 pesando 104,60. No dia 23 de fevereiro de 2015 iniciei a Fase Consolidação com 74kg. Já na Consolidação cheguei aos 72kg. Meu objetivo é chegar aos 70kg e manter meu Estilo de Vida Dukan para sempre!

 

Como, quando e por que você decidiu fazer a dieta? 

 

Eu estava muito desanimada por conta da obesidade, já tinha tentado de tudo e nada resolvia. O efeito sanfona era crucial e, se eu perdesse 2kg logo adiante eu já encontrava 5 kg de volta.

 

Um dia minha cunhada, percebendo que eu nunca conseguia emagrecer, me falou sobre a Dieta Dukan e eu logo critiquei: “ Como pode uma dieta a base de proteína me emagrecer?”. Enfim, eu não aceitava nada e, logicamente, nem quis saber. Viajava com meu filho e não tinha disposição para nada. Mal conseguia caminhar, ficava toda inchada e com muita retenção de líquidos. A pressão normal já era 16×9 e eu era uma bomba relógio prestes a explodir.

 

O que me motivou muito a querer achar uma maneira de emagrecer foi a frase que meu filho de 12 anos disse: “Mãe, porque você não é normal que nem todas as mães? Você é bem gorda né, mal consegue andar de bicicleta comigo”. Isso me deixou completamente arrasada, eu estava perdendo a infância do meu filho, pois não tinha como acompanhar ele em nada, me trancava em casa, comendo e comendo e estava cultivando uma depressão.

 

Foi, então, que minha irmã me convidou para viajar. Para sair da depressão nada melhor do que mudar de ares e sair da rotina. E foi numa viagem a Paris que o plim plim aconteceu.

 

Muito se falava, em Paris, desta Dieta. Mercados, muitos anúncios, mas sabia que já tinha ouvido falar, mas não me recordava aonde e o que era. Sentada no Café de La Paix, obviamente comendo todos os doces maravilhosos, uma senhora na mesa ao lado lia o livro. Percebi que aquilo era um sinal e, imediatamente quando sai do café tratei de buscar por mais informações.

 

Minha viagem de volta ao Brasil foi cercada de muito mal estar, mal conseguia me sentar na poltrona, pés e pernas inchados e a mesinha sequer descia. Chegando, a primeira ligação era da minha cunhada. E aí? Tinha muita coisa da Dieta Dukan por lá? Imediatamente fui até a casa dela, pedi o livro emprestado – EU NÃO CONSIGO EMAGRECER – e devorei no mesmo dia página por página.

 

Definitivamente eu estava enganada, ao ler o livro descobri que não era uma Dieta de moda, mas sim um método de emagrecimento que nos conduzia a uma maneira de comer consciente. Seria comer para emagrecer.

 

Esvaziei toda a dispensa, geladeira e armários. Esqueci que tinha filho e marido e na minha cozinha deixei somente os produtos que poderia usar naquela primeira fase. Logicamente que a rotina da minha família mudou, tivemos que nos acertar durante os 6 dias de Fase de Ataque para que eu pudesse vencer estar primeira etapa. Chorei, me senti fraca, tive dor de cabeça e, no terceiro dia, pensei em desistir. Mas sempre escutava aquela voz interna dizendo: Eu acredito em você! Vamos lá!

 

Qual método utilizou para chegar ao seu resultado? 

 

Meu método foi apenas um: ACREDITAR. Eu precisava acima de tudo acreditar em mim mesma e provar a mim mesma que eu seria capaz de vencer este obstáculo. Um dia de cada vez e sempre!

 

Qual foi a sua maior dificuldade durante a dieta e o que você fez para superá-la? 

 

Sinceramente a dificuldade ocorreu na Fase Ataque. O momento crucial em que temos que aceitar, acreditar e vencer. Todas as vezes que pensava em desistir ou numa vontade louca de alguma comida que não estava no cardápio, eu recorria à leitura do livro. O livro me ajudou muito e ajuda até hoje. Aprendi por dia e aprendo todos os dias. Acho que o livro me serviu como um escudo protetor, me fez entender que seria a minha melhor possibilidade de vencer; da mesma forma que passei a buscar por mais informações, conheci grupos sociais que tinham os mesmos objetivos e isso era confortante. Conhecer pessoas que passavam pelas mesmas dificuldades e que não estavam ali para me criticar, me chamar de gorda, baleia ou me desestimular. Pessoas que me ajudavam, me ensinavam e que tinham as mesmas dificuldades que eu. Era a minha dose diária de incentivo.

 

Se você tivesse que dar três dicas de ouro para alguém emagrecer, quais seriam? 

 

1. Acredite em você. Pois você não faz ideia do que é capaz de realizar. Apenas ACREDITE!

2. Leia o Livro Eu não consigo emagrecer de Dr. Pierre Dukan.

3. Compre um tênis.

 

Quais são os hábitos que você adquiriu com a dieta e, qual você mais valoriza? 

 

A atividade física foi o hábito crucial que passou a fazer parte do meu dia a dia. Sempre fui sedentária, nunca me exercitei e com a Dieta Dukan aprendi que ir a academia não é um bicho de sete cabeças. Hoje pratico várias atividades, ganhei disposição, resistência e faço atividades que jamais pensei e realizar. Descobri que massa muscular é mais saudável que gordura.

 

Quais são os maus hábitos de vida que depois da dieta você conseguiu finalmente eliminar do seu dia a dia?

 

Eliminei o hábito de beber refrigerante quando estava com sede. Ou transformar a TPM numa panela de brigadeiro.

 

Queria que você contasse um pouco sobre o ”Gente feliz com Dukan”. Você dá dicas e posta receitas, certo? Você tem bastante seguidores, como é a sua interação com eles?

 

Pois é, Gente Feliz com Dukan aconteceu na minha vida. Na verdade, foi uma grande surpresa. Quando cheguei à metade do caminho e eliminei os primeiros 15 kg meu filho virou e disse. “Poxa 15 kg? Nem parece! Ainda continua gorducha”.   Resolvi ir ao mercado para mostrar a ele o que seriam 15 kg e ao mesmo tempo me motivar, apesar do pouco caso que ele estava dando, eu estava numa felicidade surreal. Eu sabia que 15 kg eram quilos e muitos quilos.

 

Comecei a colocar no carrinho de compras vários quilos de alimentos que eu não usava: arroz, feijão, açúcar, sal etc e para a minha surpresa ele disse: “Nossa! Você vai comprar isso tudo para que? É muita coisa”. E foi neste momento que virei para ele e disse: “Viu o que são 15 quilos? Exatamente os 15 kilos que eu eliminei”. E ele ficou surpreso com aquela cena, jamais tinha imaginado o quanto representava aqueles 15 quilos.

 

Mas a minha felicidade estava apenas começando. Resolvi, por um impulso, comprar aqueles 15 quilos de alimentos e ir até o asilo da cidade em que moro. Se eu estava feliz em eliminar os 15 quilos, eu precisava DOAR… pois doando eu não precisava mais encontrar. Chegando ao asilo, carregando aquelas sacolas me dirigi à portaria e expliquei que queria fazer uma ajuda. Entrei e comecei a conversar com um grupo da casa e a explicar o que eu fazia ali, explicar sobre os 15 quilos, sobre a reação do meu filho e sobre a minha felicidade em conquistar uma situação que eu buscava por anos a fio.

 

Falei sobre a dieta que eu estava fazendo, muitos indagavam como eu conseguia, o que fazia,  essas coisas e, de repente, uma senhora que estava bem quietinha no canto vira-se para mim e diz: “Minha filha! Você não imagina como é bom escutar pessoas e histórias e eu estava aqui pensando o que te falar, e posso dizer apenas uma coisa, você é GENTE FELIZ COM DUKAN”.

 

Se eu estava sendo feliz por ter eliminado aqueles quilos, eu precisava também fazer a felicidade de alguém, eu não estava perdendo nada, eu estava doando o que eu não precisava mais, e quando doamos, é porque amamos e não precisamos de volta. A minha recompensa naquele momento foi escutar aquela frase.

 

Chegando em casa, num grupo do facebook que só tinha eu, minha irmã e meu irmão eu resolvi alterar o nome e troquei o nome do grupo para Gente Feliz com Dukan, em homenagem àquela senhora e aquele dia, que para mim serviu como o meu marco na Dieta Dukan. Só que eu mal sabia como gerenciar um grupo e ele estava aberto e quando eu menos esperei já tinham 10, 20, 30, 100, 2000, 5000, uau, mais de 10 mil pessoas, pessoas que, como eu, tinham os mesmos objetivos, a mesma vibe, a mesma necessidade e a mesma vontade em emagrecer.

 

O grupo virou uma comunidade também e dai criei o Instagram, Twiter e com isso hoje, temos uma rede de muita felicidade gerenciada por mim e repleta de  todos que acreditam que podemos ser feliz sim! Que a Dieta Dukan realmente nos emagrece e nos faz entender que poder é querer! Minha motivação e incentivo é ver que todos ali no grupo interagem e participam. Trocamos receitas, criamos assuntos, relatos, nos incentivamos diariamente. A motivação está no ar!

 

Até que resolvi sair do virtual e conhecer no real estas pessoas também. Pessoas que me seguiam e que viam em mim uma ajuda e uma dose de motivação. Criei assim o Encontros Gente Feliz com Dukan, o primeiro ocorreu na cidade de Campinas – Shopping D. Pedro e foi uma vibe maravilhosa, uma recarregada nas baterias, uma sinergia, uma troca de muito amor e amizade. Depois aconteceu o segundo encontro na cidade do Rio de Janeiro e foi tão sensacional quanto Campinas e agora estou preparando o Encontro Gente Feliz com  Dukan de São Paulo Capital.

 

Sempre trago muitas novidades, brindes, sorteios e tudo o que eu sempre uso, gosto e indico. Absolutamente tudo o que ganho, eu compartilho com todos, pois entendo que compartilhando a minha felicidade eu vou poder fazer mais pessoas felizes. Ajudo muito, pois também fui ajudada e sei o quanto é difícil estar num processo de emagrecimento. Os desafios, as incertezas, os relacionamentos, o trabalho. Pactuar para promover o bem, sem olhar a quem, um dia de cada vez e sempre, afinal somos GENTE FELIZ COM DUKAN.

 

Você tem alguma receita que goste muito para compartilhar conosco?

 

Eu gosto muito de uma torta que faço assim:

 

Ingredientes:

2 Ovos

1 Colher de sopa de requeijão zero

200 ML de leite

4 Colheres de sopa de PIS

Sal e temperinhos a gosto (uso manjericão, pimenta cayena em pó, cárdamo em pó e noz moscada em pó)

 

Preparo:

Depois de tudo misturado eu junto o recheio que quiser: frango desfiado, carne moída, atum, legumes, peito de peru, ricota com ervas, enfim,  podemos usar qualquer recheio (dependendo da fase que estiver ou se PP ou PL)

 

Levo ao forno pré-aquecido por 30 minutos aos 220 graus.

 

Depois de desinformar eu coloco alho desidratado por cima e salsinha. Fica TOP!

 

E para acompanhar esta receita eu preparo um Milk Shake de morango feito assim:

 

Ingredientes:

1 Iogurte desnatado congelado

200 ML de leite desnatado gelado (1 copo)

½ Pacotinho de clight de morango (ou o sabor da sua preferência)

1 colher de farelo de aveia (se já tiver consumido o farelo do dia, nem precisa colocar)

 

Preparo:

Depois é só bater tudo no liquidificador.


 

A Fernanda Coutto compartilha várias receitas no instagram, pela hashtag #receitasgentefelizcomdukan ou então nas Fotos do Grupo no Facebook “Gente Feliz com Dukan” com o nome: caderninho de receitas gente feliz com dukan.

Calcule seu peso ideal